Tags

, , , , , , , ,

Todos nós sabemos que sacolas de plástico estão fora de moda. Mais do que isso, estão proibidas nos supermercados em alguns estados do país. Com polêmica ou sem polêmica, aumentou-se o estímulo ao uso de sacolas retornáveis e ecologicamente corretas. Melhor que isso, é fazer uso do que resta de sacolas plásticas, para fins que irão recolocar o plástico na moda, desta vez, de modo muito mais fashion. É o que promete a artesã Maria Conceição da Silva que criou um Projeto de Reciclagem de sacolas plásticas, transformando-as em bijuterias e acessórios.

Residente de Guarulhos, sua ideia já é conhecida por lá. Ganhou o prêmio Selo Ambiental de Guarulhos 2011, pelo reconhecimento de seu trabalho. A artesã utiliza o material plástico para criar peças exclusivas e diferenciadas como braceletes, pulseiras de relógio, cintos masculino, feminino e infantil, além de presilhas de cabelo, bolsas, chinelos, sandálias, coleiras de animais, chaveiros e capas de chuva. Maria Conceição não para por aí, diz que sua criatividade não tem fim quando o assunto é sacola de plástico. A cada dia descobre que pode inovar ainda mais e criar um universo de objetos com o material reciclado.

A ideia da artesã é expandir seu Projeto, expondo e comercializando as peças. Suas criações também já foram ensinadas a famílias carentes da região. Agora Conceição procura apoiadores para seu projeto e divulga seu trabalho com a ajuda de portais na internet e sua pagina no Facebook.

sacola akatu

Alguns dados:

No Brasil, cerca de 1,5 milhões de sacolas plásticas são distribuídas por hora. Para a sua produção são consumidos petróleo ou gás natural, água e energia e liberados efluentes (rejeitos líquidos) e emissões de gases tóxicos e do efeito estufa.

O plástico tem características impermeáveis, retém a água causando impermeabilização do solo e dos depósitos de lixo, dificultando a biodegradação de resíduos orgânicos. Isso aumenta a incidência de bolsões de gás que, quando revolvidos, liberam o metano para a atmosfera.

Os sacos de papel parecem uma alternativa amigável, mas não é. O nível de consumo de sacolas plásticas nos dá uma noção de que o consumo de sacos de papel demandaria uma quantidade muito grande de celulose, retirada basicamente das árvores. O melhor mesmo é reduzir o consumo, utilizar sacolas retornáveis ou alternativas para o transporte das compras e reciclar ao máximo o lixo que produzimos. (fonte: sacoeumsaco)

Fica aqui a dica, o nosso consumo deve ser consciente. Você sabe como o seu poder de consumidor pode influenciar você e toda a vida do planeta? Faça o teste clicando aqui e descubra!

Crédito imagens: Akatu